carapau-de-corrida-tasca-moderna-petiscos-comida-portuguesa-sao-bento-lisboa

CARAPAU DE CORRIDA

Boa comida. Bom ambiente. Boa gente. 🙂

Tascas modernas… aquela moda que chegou antes das hamburguerias e das carnes maturadas, e que foi perdendo a relevância à medida que o tempo foi passando. Nada contra as tascas modernas, até porque somos um país de tascas e petiscos, de pratos tradicionais que nos lembram a comida dos avós. Somos mais país disso do que de carne picada, mas modas são modas.

A verdade é que no boom das tascas modernas/petiscarias, a fórmula começou a repetir-se demasiado cedo: era impossível ir a um destes restaurantes e não encontrar sempre os mesmos pratos (ovos mexidos com qualquer coisa, peixinhos da horta, pica-pau, etc.). Mas mais do que a repetição, caiu-se na tentação de facilitar e não investir assim tanto na confecção ou nos ingredientes, talvez porque são coisas tão simples que acham que se podem cozinhar de qualquer forma. E isso foi o principal erro de muitos destes espaços, que não resistiram ao passar do tempo e acabaram por fechar…

Bom, entrámos no Carapau de Corrida com expectativas baixas, por causa de todo este enquadramento. O registo tasca moderna, uma ementa com os “clássicos” desse mesmo registo… enfim, lembrámo-nos de todas as “banhadas” que apanhámos em sítios parecidos há uns anos atrás. Mas felizmente saímos do Carapau de Corrida a pensar que, independentemente de um conceito já existente, se quem está a frente de um restaurante o faz por gosto, então esse restaurante tem tudo para dar certo! 🙂

carapau-de-corrida-tasca-moderna-petiscos-comida-portuguesa-sao-bento-lisboa-sala

carapau-de-corrida-tasca-moderna-petiscos-comida-portuguesa-sao-bento-lisboa-mesas

O Carapau de Corrida fica na Rua de São Bento, um espaço pequeno, com apenas umas 6 mesas. Muita madeira e um mural grafitado na parede do fundo que domina todo o espaço e nos chama a atenção. O motivo “varinas” repete-se em alguma da decoração, que se nota ainda ser um work-in-progress – afinal, as portas abriram apenas há cerca de 3 meses.

Outra coisa que percebemos imediatamente quando entramos: aqui estamos quase em família. Gente simpática a servir, gente simpática a cozinhar, ambiente descontraído, como se todos se conhecessem. Numa mesa, um grupo de espanhóis vai ouvindo as dicas constantes de quem serve, numa conversa animada. Noutra mesa, um casal menos jovem é tratado da mesma forma. Nós somos bem recebidos, sempre com um sorriso, e também somos logo avisados que por causa do restaurantes estar quase cheio, é possível que não nos dêem toda a atenção que queriam. Honestidade e simplicidade, coisas que ficam sempre muito bem a quem nos recebe num restaurante.

Na ementa, coisas simples também. Mais petiscos do que pratos principais, porque a ideia é essa mesmo: petiscar. Coisas simples como a morcela com laranja e puré de maçã, sabores que se encaixam na perfeição e que nos fazem acabar o pão todo, ou os ovos mexidos com farinheira, no ponto certo tanto de textura como de tempero.

carapau-de-corrida-tasca-moderna-petiscos-comida-portuguesa-sao-bento-lisboa-morcela

carapau-de-corrida-tasca-moderna-petiscos-comida-portuguesa-sao-bento-lisboa-ovos

Para pratos principais já tínhamos escolhido à partida os filetes de polvo com migas de tomate seco, porque é um daqueles pratos que gostamos muito. Aqui uns bons filetes, ainda crocantes mas nada oleosos (como infelizmente acontece vezes demais noutros restaurantes), polvo saboroso e uma migas muito boas também. Fora da lista, recomendaram-nos as bochechas de porco… e que maravilhosas bochechas! Daquelas que se desfazem mal a faca lhes toca, cozinhadas num refogado cheio de tomate, com um sabor delicioso, acompanhadas por umas belas batatas fritas caseiras. Lá está, coisas simples… mas que quando são bem feitas, ficam na memória.

carapau-de-corrida-tasca-moderna-petiscos-comida-portuguesa-sao-bento-lisboa-bochechas

Para terminar, sobremesas, aqui servidas em copo de shot, pequenas mas boas. Uma boa mousse de chocolate e um óptimo chessecake de dióspiro. E um cálice de Porto para acompanhar o café, cortesia da casa. Pequenas coisas que nos aquecem o coração e nos fazem ficar ainda mais fãs.

carapau-de-corrida-tasca-moderna-petiscos-comida-portuguesa-sao-bento-lisboa-sobremesa

Saímos do Carapau de Corrida às 17h, porque fomos almoçar às 14h. Ou seja, foi um almoço longo, mas não por ter sido demorado. Foi longo porque foi bom, porque conversa puxa conversa e já estávamos todos amigos. Os petiscos provocam isso mesmo. E, no caso do Carapau de Corrida, o horário alargado (12h às 24h) promove isso mesmo: podemos ir petiscar a qualquer hora, porque somos sempre bem recebidos, com um sorriso. E somos também bem servidos, porque a comida é boa. É assim que todas as petisqueiras/tascas modernas deveriam ser. Mas como não são, vamos ficando muito contentes quando encontramos restaurantes como o Carapau de Corrida.

Preço Médio: 20€ pessoa (3 petiscos e um prato a dividir, com vinho)

Informações & Contactos:
Rua de São Bento, 67 | 1200-816 Lisboa | 961 334 672

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.