COYO TACO (Cais do Sodré)

Tacos bons… e tequila aos molhos!

Somos fãs de comida mexicana! Ou pelo menos da variante “tex-mex” que é exportada para todo o Mundo. Tacos, burritos, nachos com guacamole, margaritas, chilli com carne, tudo isso associado a um imaginário que temos do México, onde reina a boa disposição, música, pessoas divertidas, muito barulho e alegria. Podem ser estereótipos, eu sei, mas é o que recebemos da generalidade dos restaurantes mexicanos. Em Lisboa não há tantos como gostaríamos, por isso a abertura de um mexicano novo cria logo um burburinho imenso. Pois que foi exactamente o que aconteceu com o Coyo Taco.

coyo taco
o coyo taco de miami…

Ora, conheci o Coyo Taco longe de Lisboa, em Miami, numa das suas loja mais emblemáticas – sim, aquela onde o Barack Obama foi comer e que fez furor a nível internacional. Foi-me referenciado como o melhor “taco joint” de Miami, fui até lá, provei… e adorei tanto os tacos como o ambiente! Cool e descontraído, com gente jovem sempre a entrar e a sair, barulho e confusão saudável, um sistema de pedidos super divertido (com os tickets” a “voarem” de um lado para o outro do balcão) e, claro, tacos excelentes! Desde a tortilha até ao recheio, os tacos que comemos em Miami foram efectivamente os melhores que já comi!

coyo taco
… e os seus tacos, guacamole e margaritas!

Por isso, a notícia da abertura de um Coyo Taco em Lisboa prometia imenso!! Mas depois… o primeiro espaço que abriu, no Príncipe Real, não tinha nem o vibe cool do original, além de que parece uma cópia do restaurante do lado – o Tapisco (sobre o qual já aqui escrevemos também). Até porque ambos pertencem ao Grupo Multifood – e isso retira-lhe completamente a autenticidade. Foi uma desilusão, e talvez por isso tenhamos demorado tanto tempo a visitar o segundo espaço da marca, que abriu há cerca de 1 ano no Cais do Sodré.

o coyo taco do príncipe real…
coyo taco espaço
… e o do cais do sodré. descubram as diferenças!

Felizmente, no Coyo Taco do Cais do Sodré estamos num espaço completamente diferente. Mais personalizado, melhor decorado, com destaque para a parede cheia de garrafas de tequila que nos recebe logo quando entramos. Boa iluminação, pormenores de decoração divertidos… enfim, estamos num registo mais cool, mais aproximado ao que se quer quando se pensa em comida mexicana. É verdade que ainda não estamos ao nível do Coyo Taco de Miami no que respeita ao dinamismo do pedido ao balcão…mas não se pode ter tudo.

guacamole, totopos… e margarita, claro!

E independentemente do espaço (sendo que recomendamos o do Cais do Sodré), a comida surpreende pela positiva. Os tacos são quase tão bons como no restaurante de Miami, o que significa que são excelentes! As tortilhas são saborosas e aguentam bem o conteúdo, como se quer, e esse conteúdo é rico em texturas e sabores. Cada item na ementa é constituído por 2 tacos, o que permite a partilha, principalmente se forem com mais algumas pessoas.

da esquerda para a direita: carne assada, pollo al carbon e conchinita pibil

No nosso caso, em várias visitas provámos praticamente todos os que há na carta: o best-seller de Miami, o Carnitas de Pato (com pato confitado ao estilo de Michoacana, salsa serrano, cebola roxa, queijo e coentros) e o Conchinita Pibil(carne de porco assada ao estilo de Yucatán, achiote, pickles caseiros de cebola e habanero, queijo e coentros), provavelmente os dois melhores da carta, pela intensidade de sabor e diferentes texturas; o Pollo Al Carbon (frango marinado grelhado, pico de gallo, queijo misto, salsa fresca e coentros) é mais normal, mas igualmente bom; e o Carne Assada (com vazia grelhada, pico de gallo, salsa chipotle, uma mistura de queijos e coentros), mais diferenciador por causa da carne.

taco carne assada
coyo taco tacos
em primeiro plano, o taco carnitas de pato, um best-seller

A ideia é provar de tudo um pouco, e a verdade é que passado algum tempo, já não se distinguem assim tanto uns dos outros. Esta é uma teoria que tenho em relação a este tipo de comida tex-mex: as margaritas servem para ir aquecendo, ao ponto em que já estamos meio bêbados e tudo sabe bem! 🙂

Voltando aos tacos: o Alambre tem vazia grelhada, bacon, chilis, mistura de queijos, pico de gallo, salsa fresca e coentros, que parece muita coisa mas na realidade resulta bem em termos de sabores; o Hongos (huitlacoche, cogumelos, queijo, pico de gallo e salsa serrano), que é uma das opções vegetarianas e que se revela uma enorme surpresa; e, finalmente, o Al Pastor, outro dos clássicos, com porco marinado, abacaxi braseado, cebola, queijo, coentros e salsa chipotle, que nunca falha. São muitas as opções, e há para todos os gostos.

taco alambre
taco hongos (vegetariano)
coyo taco tacos
taco pollo al carbon

Além dos tacos, temos as ofertas habituais nos restaurantes mexicanos. O Guacamole com Totopos, onde o guacamole é mesmo muito bom, mas a dose custa 8€ e tem a quantidade que podem ver na foto em lá em cima… pois. Ou então duas pastas que podemos pedir para entrada: o Esquite (maçaroca de milho, aioli de chipotle, queijo, malagueta em pó e coentros) e os Frijoles Refritos (que é basicamente uma pasta de feijão preto com queijo ralado e coentros), nenhum dos dois suficientemente interessantes, tendo em conta tudo o resto.

esquite e frijoles refritos… curiosos?

As margaritas também são bastante boas, ainda que o sal não seja colocado na borda do copo mas sim na lateral – vá-se lá saber porquê. E podemos sempre terminar uma refeição no Coyo Taco com uma sobremesa, uns maravilhosos Churros que se podem molhar em doce de leite ou em chocolate mexicano. Uma sobremesa decadente, e que nos remete completamente para o imaginário mexicano. Muito bom!

coyo taco churros
os churros, acompanhados com um molho de chocolate e outro de caramelo salgado

Uma referência final em relação aos preços que, parecendo ajustados por outras taquerias ou mexicanos da cidade, acabam por se tornar mais altos porque o resto é um pouco inflaccionado. As entradas, as sobremesas e as margaritas acabam por tornar a refeição mais cara do que o preço dos tacos dá a entender. Por isso, é preciso ter alguma atenção…

coyo taco
vai um taco?

O Coyo Taco pode nem ser uma lufada de ar fresco no registo dos mexicanos fast food de Lisboa. E é verdade que, conhecendo o original, esperávamos alma, carisma, esperávamos aquilo que nos apaixonou no restaurante de Miami, ou pelo menos aquele ambiente sempre em festa que um mexicano deve ter. Ainda assim, e tendo em conta que o Pistola Y Corazón fechou, acaba por não ser uma má opção para ir comer uns tacos e beber umas margaritas. Fiesta!!!

Preço Médio: 15€ pessoa (1 taco e 1 margarita)
Informações & Contactos:

Rua da Ribeira Nova, 36 | 1200-376 Lisboa | 21 051 4531

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.