CRUZ DE MALTA (Santa Maria da Feira)

CRUZ DE MALTA (Santa Maria da Feira)

Comer (e rir) até cair!

Para mim, é dado adquirido que quanto mais para Norte do País se vai, mais e melhor se come. Isto baseia-se na minha experiência e na de muitas outras pessoas com quem vou conversando. As doses são maiores, geralmente os preços são mais baixos e, acima de tudo, a comida parece que sabe melhor, parece que é mais genuína. Por isso, sempre que posso, quando ando no norte em trabalho, procuro sempre ficar para jantar. E foi numa destas visitas recentes ao Porto que alguém me falou do Cruz de Malta.

Aquilo que me disseram foi simples: é o restaurante onde melhor se come na região do Porto. E isso deixa-me, no mínimo, curioso.

O restaurante fica em Rio Meão, na zona da Feira, e quem sabe sabe, quem não conhece… anda às voltas para lá chegar. Quando chegamos, deparamo-nos com um edifício em pedra, com um ar imponente. Imponência essa que passa para o interior do restaurante, onde a pedra também domina: a sala é enorme e está seccionada em três espaços diferentes, mas seguindo o mesmo tipo de arquitectura/decoração. É um espaço perfeito para grupos e que vive disso mesmo, com muita gente (meio vazio parece um pouco frio e sinistro…).

Depois, o serviço… bom, a melhor maneira de descrever o serviço é esta: é como estarmos num espectáculo de stand-up comedy! Sem nos conhecer de lado nenhum, o empregado entra num registo de piada atrás de piada, sempre em resposta a qualquer pergunta ou comentário que façamos. Coisas do tipo: “Tem Sommersby?” “Não, aqui só servimos bebidas de homens!” O registo é sempre este, mesmo quando damos feedback menos positivo a alguns dos pratos. Sempre muito divertido, ao ponto de pôr toda a mesa a rir. Durante todo o jantar. 

Ora, o jantar começa com as entradas da casa, que vão chegando à mesa aos poucos… e que só por si fazem uma refeição! Primeiro chegam os queijos, enchidos e ovos de codorniz, e depois uma punheta de bacalhau, uns rojões, uma bruschetta, salmão fumado com queijo creme, cogumelos recheados, depois ainda umas amêijoas e uns camarões… enfim, uma parafernália de coisas boas que não conseguimos evitar de provar, aliás, de comer tudo. Tudo muito saboroso, com uma qualidade acima da média, que é um bom prenúncio para o resto da refeição.

Somos logo avisados que as doses são grandes, por isso dividimos pratos entre todos (somos um grupo grande). Ora… as doses que nos chegam à mesa são um absurdo. Mas um absurdo positivo, porque são realmente gigantes. As fotos não fazem jus ao tamanho, mas para terem uma ideia, pedimos um prato para cada duas pessoas… e não acabámos nenhum deles. Aliás, trouxemos 4 caixas com comida de volta para Lisboa.

Mas nem sempre quantidade é qualidade… e aqui, embora nada estivesse mau, estava à espera de mais. O Bacalhau à Cruz de Malta é uma posta gigante, com cebolada e batata frita, mas é só bom sem ser mais do que isso. O Grelhado Misto de Peixe (que inclui gambas também) também cumpre, só isso.

Nas carnes, onde há mais opções, temos por exemplo uns Secretos de Porco bem saborosos, acompanhados de um arroz sem sal. Os Nacos de Vitela à Cruz de Malta também chegam à mesa em dose “cavalar”, mas os espinafres que acompanham a carne estão intragáveis de tanto sal que têm. E os Miminhos de Boi com Pêra Bêbada e Bacon, que são o prato que mais atenção nos chamou, não têm tempero rigorosamente nenhum. A carne não tem uma ponta de sal, o que é uma pena. Ou seja, há boa apresentação, há muita quantidade, mas depois a concretização é apenas regular…

As sobremesas também prometem, mas não conseguimos comer mais nada, por isso passamos… ou pensávamos nós, porque nos trazem para a mesa um Bolo de Amêndoa, oferta da casa. “Já não o vamos servir, por isso não vale a pena ficar aí a estragar!”, parece-nos uma justificação lógica. E o bolo era bem bom! 😉

No final, saímos cheios, com caixas de comida e pagamos um preço muito aceitável para o que comemos.

Se é o restaurante onde melhor se come na zona do Porto? Não, não é. Mas se é aquele que serve com maiores quantidades? Sim, de longe!Bem sei que quantidade não é qualidade e isso foi visível no nosso jantar, mas ainda assim o Cruz de Malta está muito longe de ser mau. E tendo em conta os preços  (que não são proporcionais às doses) e o serviço, então este é um restaurante muito bom. De onde saímos muito cheios. E com caixas de comida… para a semana inteira seguinte.

Preço Médio: 20€ pessoa (entradas e prato, com cerveja)
Informações & Contactos:
Rua Escola dos Mortais, 104 | 4520-473 Rio Meão | 256784321

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.