IZAKAYA TOKKURI POP-UP

IZAKAYA TOKKURI POP-UP

Agora sim, um dos melhores spots de Lisboa!

O título começa com este “Agora sim” porque a nossa primeira experiência no Izakaya Tokkuri foi desastrosa. Porque o espaço é muito giro e o conceito até prometia, mas aquilo que nos serviram estava mal confeccionado e era servido em doses ridículas. Foi provavelmente das piores experiências que tivemos em 2018. E ficámos extremamente irritados, porque um espaço daqueles merecia muito melhor, mas muito melhor mesmo…

Por isso, quando no início deste ano ouvimos a notícia de que o espaço tinha sofrido um “take over”, ficámos no mínimo curiosos. E a curiosidade transformou-se em entusiasmo quando soubemos que por trás desta versão “pop-up” estavam os Chefs Vitor Adão (ex-100 Maneiras e Quinta do Arneiro) e Lucas Azevedo (ex-Bonsai). Uma mistura de influências mas duas das maiores promessas da nova cozinha portuguesa.

Ora, aquilo que estes dois senhores fizeram com o Izakaya Tokkuri foi dar-lhe uma volta de 180 graus! Uma volta necessária para fazer esquecer o que lá estava a acontecer antes.
E se o espaço se mantém fiel ao que era antes, uma representação exacta das izakayas com que nos cruzámos no Japão, o conceito da comida é diferente… Pelas mãos dos dois Chefs temos agora uma viagem pelas gastronomias japonesa e portuguesa, em pratos de degustação que misturam ingredientes e influências de forma única e surpreendente.

A ementa já não está escrita no quadro de ardósia pendurado na parede, ainda que também mude regularmente. Mas a lógica actual do Izakaya Tokkuri é promover uma viagem de sabores, texturas e influências, e por isso os pratos são mais pequenos para experimentar mais coisas e partilhar. Não há propriamente um menu de degustação, mas nós aconselhamos vivamente a provar o máximo possível!

Na altura da nossa visita ficámos ao balcão e fomos acompanhando o processo criativo por detrás de cada prato, e podemos dizer-vos que cada um é mais surpreendente e maravilhoso que o anterior! Éramos três pessoas, por isso provámos a carta inteira! Mas em vez de estar a descrever cada prato ao pormenor – até porque nenhuma descrição se aproxima da realidade – fiquem com as fotos de tudo o que comemos neste maravilhoso e longo jantar ao balcão do Izakaya Tokkuri.

Sashimi de Fataça
Croquetes de Edamame e Cabeça de Xara
Enguia, Repolgas e Sansho

Em todos os pratos há um cuidado extremo no equilíbrio de sabores e texturas, assim como na sua apresentação. Esta é a vantagem de ficar ao balcão num restaurante destes: vamos vendo o trabalho do “artesão” mesmo em frente a nós, com todo o cuidado, com respeito por todos os ingredientes que acabamos por ver no prato.

Couve, Salsa e Pão
Lula, Kimchi e Trigo Sarraceno

A ementa do Izakaya Tokkuri não tem propriamente uma lógica de encadeamento, tem tudo a ver com os pratos que escolhemos. Até porque tudo se complementa e, mais importante que isso, os dois Chefs têm uma noção clara de como nos envolver com as suas criações. No nosso caso, como provamos praticamente tudo, o início foi mais “experimental”, com pratos um pouco mais arrojados. Por isso mesmo, o ponto de viragem é este Katsusando que podem ver em baixo, um petisco típico das ruas de Tokyo mas aqui misturado com ingredientes bem nacionais. É basicamente uma sandes de pão torrado (da Gleba, por isso sabemos que vai ser excelente) cortado em pequenos quadrados, neste caso com uma fenomenal carne arouquesa no interior e ainda barrado com pasta de pimentão doce. Já tínhamos provado no Japão, mas é incrível como aqui temos efectivamente a mistura perfeita das duas culturas e dos sabores das duas gastronomias.

Katsusando: Arouquesa, pasta de Pimentão e Pão
Frango, Soja e Malagueta
Hokkaido, Batata doce e Capuchinhas

Outra pausa nas fotografias para abordar dois dos pratos mais interessantes da noite (no meio de todos os outros que já são fantásticos). Na foto em cima temos o Hokkaido, uma abóbora de origem japonesa, misturado com batata doce e capuchinhas (uma espécie de agrião), o segundo prato vegetariano desta carta e provavelmente o mais desafiante, pelo contraste agridoce do mesmo. Em baixo, por outro lado, temos uma pequena maravilha: o Porco, Amêijoas e Espinafres é uma re-interpretação da nossa carne de porco à Alentejana (que é só o meu prato preferido de sempre!) e é um prato que entra directo para os melhores que comi este ano! Sentimos aqui todo o peso da gastronomia nacional mas com toques subtis que nos fazem lembrar elementos da cozinha japonesa. Este prato é a representação perfeita do que a cozinha de fusão devia ser em todo o lado.

Porco, Amêijoas e Espinafres
Borrego, Feijocas e Morcela

Finalmente, depois destes pratos todos e de algumas garrafas de sakê e outras de vinho, chegamos ao último prato da noite. Um prato que fiz questão de provar porque o ramen que tínhamos provado na versão anterior do Izakaya Tokkuri tinha sido dos piores que comemos desde sempre… Ora, nas mão dos Chefs Lucas Azevedo e Vitor Adão, o ramen vai mudando consoante a ementa em que estão a trabalhar nessa semana, para evitar desperdícios. A nós calhou-nos um Ramen de Frango maravilhoso! O caldo delicioso, intenso e suave ao mesmo tempo, o frango perfeito, o ovo fantástico, e outros ingredientes que se percebem estar ali porque fazem sentido e não apenas porque têm de encher a tigela. Se forem ao Izakaya Tokkuri jantar e não quiserem pedir mais nada, pelo menos o ramen têm mesmo de provar!

Ramen de Frango
E as sobremesas…

O jantar já ia em quase três horas, mas a carta ainda tinha três sobremesas. O Pudim de Curcuma com um granizado de aipo é uma sobremesa clássica e deliciosa do Chef Lucas (dos tempos do Bonsai), assim como a Rabanada com frutos vermelhos é uma experiência do Chef Vitor. A terceira sobremesa – Clementina, Arroz e Azeite – tem um quê de arroz doce… mas sem ter nada a ver! Arrisquem em qualquer uma delas, não se vão arrepender!

Pudim de Curcuma e Granita de Aipo
Clementina, Arroz e Azeite

O jantar foi nada menos do que épico, e no final tivemos oportunidade de dizer aos dois Chefs exactamente o que sentimos. E conseguimos perceber completamente a sua ideia, esta fusão que é explicada a cada cliente quando se senta à mesa ou ao balcão, mas que com o decorrer da refeição fica clara por causa dos fantásticos sabores.

Esta ocupação da Izakaya Tokkuri pelos Chefs Vitor Adão e Lucas Azevedo transforma completamente o restaurante, que passou de um espaço mal aproveitado e com comida deprimente (que envergonhava a comida japonesa) para se tornar uma das melhores experiências gastronómicas do ano! E o conceito de pop-up permite-lhes também ficar por esta izakaya durante o tempo que queiram e experimentar o que lhes apetece.

Nós esperamos que seja por muito tempo, porque é uma experiência verdadeiramente única!

Preço Médio: 25€ pessoa (2 pratos e cerveja)
Informações & Contactos:

Travessa dos Fiéis de Deus, 28 | 1200-256 Lisboa | 21 346 15 00

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.