LE MOUSTACHE SMOKERY

LE MOUSTACHE SMOKERY

Com fumo ou sem fumo, aqui come-se muito bem! American style!

“No fire, just smoke” é o que está escrito no individual de mesa, quando nos sentamos. Engraçado. Isto do fumado tem muito que se lhe diga. Está na moda, muita gente o “vende”, mas nem todos o sabem aproveitar. Ou fazer bem. E é nisto que o Le Moustache Smokery se diferencia da concorrência: aqui há fumo e conseguimos senti-lo.

Acompanho o trabalho do Daniel Cardoso (vulgo Le Moustache) há algum tempo. Conhecia o seu projeto original (cozinhar em casa de outras pessoas), acompanhei a sua participação no Masterchef e a sua mais recente incursão na street food. O Le Moustache Smokery é o resultado de uma campanha de crowdfunding e, acima de tudo, é um espelho daquilo que o Daniel sempre quis fazer: servir confort food, american style, e poder experimentar coisas diferentes que lhe vão passando pela cabeça.

le moustache smokery principe real interior
Já tínhamos experimentado o brunch (excelente, mas entretanto parou nos meses de Outono/Inverno) e por isso faltava experimentar um jantar como deve ser. Quinta-feira à noite, sem reserva, lá fomos nós.
O espaço era o antigo Conventual, mas tem pormenores de decoração engraçados, como os candeeiros e outras peças de parede. A sala à entrada é para o serviço de bar, que tem o apoio da Gin Lovers (seguindo o seu plano para dominar o mundo). Na sala interior temos uma janela aberta para a cozinha, onde podemos ver a azáfama do serviço. Ponto positivo: há coisas fumadas mas não há fumo, nem cheiros a comida.

le moustache smokery principe real surf & turf
Na lista há muita coisa que dá vontade de comer, tudo a preços bastante acessíveis. Logo no couvert temos um excelente pão de cerveja, bacon e malagueta e um pote de queijo em azeite. Começamos então com o surf & turf, um lombo de vaca com gambas enroladas em presunto, com uma compota de figo picante, gambas bem cozinhadas, presunto saboroso e compota e molho viciantes. Por falar em molho viciante, os camarões à bulhão pato com alho fumado são também excelentes, com um molho mais espesso do que é habitual mas igualmente saboroso. Ainda provamos uns cheese jalapeño stickers, que podiam ser mais intensos.
Mas vamos então às carnes! Escolhemos 3 cortes para dividir e 2 acompanhamentos. O schnitzel é interessante, com a carne suculenta, o pastrami é muito bom, tenro e bem servido, mas o destaque vai para as ribs com molho de barbecue! Daquela carne que se desfaz na boca, que se arranca do osso sem oferecer resistência, com um molho delicioso que nos faz ficar a lamber os dedos. Em tudo conseguimos sentir um toque a fumo, mas sem exageros. Para acompanhar, o chilli de grão e o “mac and cheese” de cerveja e bacon, ambos muito interessantes.

le moustache smokery principe real pastrami ribs schnitzel
Para opção vegetariana, um surpreendente “shepherd’s pie” de batata doce (que quase me faz largar a carne!).
Para acompanhar há uma boa carta de vinhos (fugimos aos gins durante a refeição), mas há uma excelente cerveja artesanal feita com malte fumado, fácil de beber e muito muito saborosa… 🙂
As sobremesas têm como “cabeça de série” a famosa pavlova, mas também um fenomenal arroz doce fumado com Abafadinho (novamente a presença do fumo, que desperta os nossos sentidos) e um souflé de chocolate e cerveja que podia ter mais gosto a esta última.

le moustache smokery principe real sobremesa

Ou seja, com mais ou menos elementos fumados, o Le Moustache Smokery é um restaurante muito bom! Tem um conceito e executa-o bem, com criatividade. A ideia do fumo é transversal a quase tudo e faltava em Lisboa um espaço que explorasse a “confort food american style”. Por isso, temos a certeza que o Le Moustache Smokery se vai tornar uma referência na nova restauração lisboeta.

Preço Médio: 18€ pessoa (3 cortes carne e sobremesa, com cerveja)

Informações & Contactos:
Praça das Flores, 44 | 1200-192 Lisboa | 932 661 572

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.