O CANTINHO DO ALFREDO

Não há tasca mais tasca que esta tasca! Gostamos de uma boa tasca. Mas a verdade é que há tascas… e tascas! Há tascas que foram evoluindo um pouco ao longo do tempo, mudando algumas coisas ainda que mantenham a sua identidade. E depois… depois há Tascas, mas aquelas Tascas com T grande. Aqueles sítios … Ler mais

ZÉ PINTO

A casa do Arroz de Feijão! Quem nunca foi ao Zé Pinto que ponha a mão no ar! Pronto, eu sei, não dá para ver… por isso podem baixar as mãos. Sim, porque acredito que muita gente levantou a mão 😉 E tenho essa certeza porque sei que há restaurantes que nos acompanham a todos, … Ler mais

ATIRA-TE AO RIO (Cacilhas)

Uma vista magnífica merecia melhor comida. Já há algum tempo que não ia ao Atira-te ao Rio. Foi um “habitual” a determinada altura, mas sempre com um senão, que era o percurso no cais desde Cacilhas até ao restaurante, com os armazéns abandonados. Nunca tive problemas, mas esse percurso não era o mais agradável do … Ler mais

PETISCO SALOIO

Era tão simples ser mais… simples. No fundo, é isto: petiscos são petiscos. São coisas simples, sem grandes invenções, sem twists nenhuns. É seguir as receitas tradicionais e executar bem, servindo-os a preços simpáticos e sem grande invenções. Parece-me muito simples. E a verdade é que há uns 6 anos tivemos uma moda parva das … Ler mais

LUGAR AO SUL

O Alentejo vem com a comida… mas também com a simpatia. Numa fase da nossa evolução em que já não temos acesso à informação sem recorrer às redes sociais, é uma lufada de ar fresco conhecer sítios como o Lugar ao Sul. Restaurantes sobre os quais ouvimos falar não por ver posts de Instagram, mas … Ler mais

REPÚBLICA DO PETISCO (Arraiolos)

Uma bela surpresa! São 15h e tens um grupo de 12 pessoas para almoçar, num Sábado, em Arraiolos. O cenário está negro… Temos referências de alguns restaurantes, mas todos nos dão nega, porque estão a fechar. E o resto do grupo olha para ti, porque acha que tu és o especialista nestas coisas e então … Ler mais

TASCA BALDRACCA

Petiscos luso brasileiros… mas tasqueiros na mesma! Estas “novas tascas” nada têm a ver com as petisqueiras modernas que apareceram em Lisboa há uns 6 anos atrás, depois do boom das hamburguerias. Aqui, mais do que a comida, o que transita das tascas antigas é mesmo o ambiente: aquela confusão agradável, o barulho das pessoas … Ler mais

O VELHO EURICO

Uma das melhores Tascas de Lisboa! Os restaurantes são feitos pelas pessoas, e só depois pela comida. Ou seja, um restaurante é o reflexo de quem lá trabalha, da sua personalidade, da sua forma de encarar a vida. Se os donos são mais elitistas é normal que o restaurante seja mais sofisticado. Mas se, pelo … Ler mais