PRAIA NO PARQUE – BARRA DE SUSHI

Uma experiência do outro Mundo!

Há restaurantes que nos marcam pela comida. Outros pelo espaço, ou pelo serviço. E outros ainda pelo contexto em torno deles, ou de quem lá trabalha. Mas o que é altamente incomum é sermos completamente marcados por uma experiência, pela experiência em si, de tão única e exclusiva que é, que nem sequer consideramos o espaço onde estamos ou toda a envolvente. É quase como se entrássemos numa cápsula fechada, onde estamos completamente focado no que acontece à nossa frente… e isso vale por si só. E isto foi exactamente o que sentimos na Barra de Sushi do Praia no Parque.

Aliás, custa imenso dar a este review o nome “Praia no Parque”, porque aquilo que vivemos na barra de sushi não podia ter menos a ver com aquela que é a experiência do resto do restaurante. É um pequeno oásis que vive à parte, que não se rege pelas mesmas regras, 8 lugares onde podemos esquecer o que está à nossa volta e focar-nos apenas nas mãos ágeis dos dois Chefs que estão à nossa frente, a tratar o peixe (e outros ingredientes) como mais ninguém o faz.

Os Chefs em questão são o Lucas Azevedo e o Tiago Penão, que além de serem exímios contadores de histórias, percebemos que têm uma verdadeira paixão pelo que fazem e pelo produto com que trabalham. E mesmo atrás das máscaras (visita feita em tempos de Covid) conseguimos perceber os sorrisos, a cumplicidade, e uma simpatia sem limites. A explicar, a aconselhar, a ouvir qualquer opinião.

E, como já tem sido habitual nos projetos por onde o Chef Lucas Azevedo passa, o mais importante aqui nem é propriamente a comida (que é fenomenal!) mas sim toda a experiência. Porque os dois Chefs levam-nos por uma viagem ao Japão como não acontece em mais nenhum restaurante, uma viagem quase imersiva, onde nos vão explicando as origens, os produtos, a razão de ser de cada técnica, enquanto fazem cada uma destas pequenas obras de arte à nossa frente. E é todo este contexto que nos envolve, que nos faz sentir que pertencemos a uma história, que nos faz sair do restaurante a querer (desesperadamente) voltar, para reviver tudo novamente.

Não duvidamos da qualidade do peixe que nos servem, mas ainda assim ele é-nos apresentado. É importante conhecer bem a matéria-prima para percebermos o que estamos a comer, e isso é algo que aqui acontece durante toda a experiência, com os Chefs a explicarem não só a origem dos produtos e os métodos de confecção, mas acima de tudo a mostrarem-nos como transformam cada um deles num prato completamente genial.

praia no parque barra de sushi Lucas e Tiago

Como em qualquer uma das experiências prévias que tivemos guiadas pelas mãos do Chef Lucas, não sentimos a necessidade de descrever os pratos que provámos. Em primeiro lugar, porque nenhuma descrição faria justiça ao que é o prato em si, ou mesmo à história contada pelos dois Chefs. E depois – e mais importante – esta é uma experiência para a qual temos de ir de mente aberta, sem grandes ideias pré-concebidas, sem saber muitos pormenores. Porque assim torna-se ainda mais envolvente e imersiva, torna-se realmente única.

praia no parque barra de sushi
praia no parque barra de sushi
praia no parque barra de sushi

Há momentos quentes, momentos frios, momentos altamente cénicos, momentos em que tudo acontece à frente dos nossos olhos como se de uma coreografia se tratasse. Mas, acima de tudo, há momentos intimistas, feitos especialmente para nós, para nos aquecer a alma, para nos desafiar os sentidos. Este balcão é o mais próximo que muitos de nós vamos estar de um Japão tradicional, perfeccionista, culto, maravilhoso.

praia no parque barra de sushi

São mais de duas horas, que passam sem darmos por isso, tal é o nosso grau de envolvimento. Como qualquer viagem, não damos pelo tempo passar, porque nos estamos a divertir. Mas guardamos as memórias, tanto em fotografia como na nossa mente. Aquelas memórias que nos vão acompanhar durante muito tempo, que nos vão querer espalhar a palavra, que fazem de nós “embaixadores” não-oficiais do que acabámos de viver.

praia no parque barra de sushi sobremesa

No final, fica a ideia clara de que aquilo que vivemos não foi normal, foi para lá de extraordinário. Experiências como esta não têm preço, assim como não têm descrição. São para ser vividas pelo menos uma vez ou, se puderem, vezes sem conta. Aquilo que os Chefs Lucas Azevedo e Tiago Penão fazem neste pequeno balcão de sushi é verdadeiramente fantástico, assim como absolutamente único. “Arigato”. Vale a pena a visita ao Praia no Parque só para visitar “a” Barra de Sushi 🙂

Preço Médio: 100€/pessoa (menu de degustação, com vinho)
Informações & Contactos:

Alameda Cardeal Cerejeira (Parque Eduardo VII) | 1070-044 Lisboa | 968 842 888

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.