SENSEI LOUNGE

SENSEI LOUNGE

Salmão aos molhos!

O título diz tudo, e tem ainda um duplo sentido. Muito salmão (quase só salmão) e muito molhos (demasiados molhos). Foi este o rescaldo do jantar que tivemos no Sensei Lounge, um japonês na zona de Carcavelos. Ou antes, um restaurante de sushi, porque isto de confundir restaurantes de gastronomia japonesa mais abrangente com outros que servem só sushi tem de acabar. Já há alguns dos primeiros, o que elevou a fasquia para os segundos. Ou devia, pelo menos.

O Sensei Lounge fica no centro de Carcavelos e é um restaurante de sushi daqueles que tem opção “all you can eat”. Ou seja, já sabemos aquilo que devemos esperar… e não de uma forma positiva. Mas já lá vamos. Porque a primeira coisa que se destaca quando entramos é o facto de o espaço não ter rigorosamente nada de “lounge”. Aliás, é igual a muitos outros restaurantes de sushi que já visitámos, com um balcão na entrada, mesas pretas, individuais, decoração nula. Nada de novo aqui, assim como em tudo o resto.

Lounge? Nem por isso…

Como se não bastasse o espaço ser completamente despersonalizado e sem interesse nenhum, uma vista de olhos rápida na ementa chega-nos para perceber que o mesmo acontece na comida. Mas uma das pessoas com quem vamos diz-nos que o “all you can eat” é dos melhores da zona, por isso alinhamos (sendo que alternativa era pagar mais por peças que já vimos em todo o lado). Calculávamos o que ia acontecer, e aconteceu. Vamos então descrever o nosso jantar em vários actos.

Acto I: Salmão
O menu “all you can eat” do Sensei Lounge (que aqui não se chama assim, mas o nome é indiferente, porque é um menu onde no final podemos repetir o que quisermos) começa com várias entradas. A primeira é um salmão cortado aos cubos, para ser diferente, porque se pensarem em chamar-lhe ceviche estão completamente enganados. É salmão cru, em cubos, numa taça. Só isso.

Salmão em cubos… haverá outro nome para isto?

Acto II: Salmão
Aqui percebe-se que não há necessariamente uma lógica naquilo que nos vão servir, porque aparecem na mesa os hot rolls. Todos com toppings diferentes e colocados no prato com uma orientação distinta, mas todos de salmão e praticamente só o peixe e arroz. Exceptuando os molhos por cima, para disfarçar a base. Ficam muitos no prato.

Salmão em 3 tipos de Hot Rolls.

Acto III: Salmão
A entrada que devia ter chegado à mesa antes dos hot rolls chega só depois. Querem adivinhar? É uma espécie de carpaccio de salmão, um peixe que só tínhamos comido nos dois pratos anteriores. Uma espécie porque nem está devidamente cortado com carpaccio nem temperado como tal. É basicamente um sashimi de salmão com molho tipo pesto (mas só tipo, porque não é).

Mais salmão, este com uma espécie de pesto…

Acto IV: Salm… perdão, Camarão
Num twist inesperado, trazem para a mesa uma oferta do Chef. Que não é de salmão! Não que seja muito melhor, porque são uns camarões panados numa polme que parece de fartura, tal é o sabor a fritos (eu desconfio que o óleo onde foram fritos não é mudado há algum tempo, mas não tenho como o confirmar). Se calhar preferia qualquer coisa simples de salmão…

“Farturas” de camarão. Pois, isso mesmo.

Acto V: Salmão
Pois que finalmente chega à mesa o combinado final, com sushi e sashimi. E qual não é a nossa surpresa… peças de sashimi de atum e peixe manteiga?! Como assim?! Shame! Shame!!!
Mas depois começamos a comer e percebemos que o atum está longe de ser da melhor qualidade e o peixe manteiga… enfim, é peixe manteiga. Não há qualquer investimento da parte de quem faz o combinado de sequer misturar outros tipos de peixe nos rolos, onde disfarçavam a sua pouca qualidade. Nada disso, tudo o resto é salmão e salmão e salmão. E salmão. As peças não só não são surpreendentes como abusam de molhos, como geralmente acontece quando não tens ingredientes frescos ou capacidade para criar peças diferentes do habitual.

sensei lounge
Um combinado com salmão… e atum e peixe manteiga fraquíssimos.

No final de tudo isto não repetimos nada. Sinceramente, para quê? Seriam só mais peças de salmão, criativamente tão interessantes como aquelas que nos serviram até ali. Nem pedimos sobremesas, que parecem também não se destacam de todo. Nem estávamos à espera.
E isto é tudo o que se pode dizer acerca do Sensei Lounge. Um restaurante de sushi, que podia ser um restaurante de salmão cru. E o preço deste menu nem é tão barato como poderia ser (20€ pessoa sem bebida), mas isso aprendemos depois da primeira visita. Ou seja, para pagar 20€ para comer salmão, prefiro escolher outro sítio onde o tratem melhor. Porque isto nem sequer se pode comparar com um restaurante japonês a sério.

Preço Médio: 25€ pessoa (menu “all you can eat”, com refrigerante)
Informações & Contactos:
Rua da Alemanha, 297 | Quinta de São Gonçalo | 2775-397 Carcavelos | 216052672

[codepeople-post-map]

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.