TASCA DO CELSO (Vila Nova de Milfontes)

Uma paragem obrigatória!

Há restaurantes que, independentemente do passar dos anos, continuam a ser verdadeiros marcos. Restaurantes que são uma paragem obrigatória quando se está na zona e, muitas vezes, mesmo quando nem sequer se está lá perto. São aqueles restaurantes que se tornam uma referência e que, por mais que as pessoas e os costumes mudem, continuam a fazer aquilo que sempre fizeram: servir boa comida e com simpatia.

Ora, dito isto, a zona de Milfontes nem é a minha zona preferida no litoral alentejano, mas sempre que posso dou lá um saltinho para visitar a Tasca do Celso. Porque se encaixa na perfeição deste tipo de restaurante sobre os quais escrevi em cima. E, por mais que tenha mudado ao longo dos anos (na decoração, na oferta de pratos e mesmo em algum do staff), continua a ser uma referência.

A Tasca do Celso pode ser caracterizada como um restaurante tradicional, mas não é bem assim. Não tem ambiente de tasca, por mais que a decoração esteja repleta de motivos mais ou menos tradicionais. Não tem preço de tasca, ainda que não seja abusivamente cara. E não tem cozinha de tasca, sem desprimor para muitas tascas que conheço.

O espaço é bastante agradável, com 3 salas distintas (uma delas quase exterior), e é normal que nos meses de Verão tenha muitos turistas… mas isso nem prejudica a experiência, porque não há aqui tratamentos diferentes: todos são iguais, tratados da mesma maneira. Como deve ser sempre.

Podemos ver e ementa no grande quadro de ardósia que está por cima da cozinha, onde percebemos que há três grandes opções: o peixe, claro, porque estamos junto da costa; a carne, especialmente de porco, porque estamos no Alentejo; e os petiscos, porque estamos numa zona de praia e sabe sempre bem petiscar qualquer coisa depois de um dia inteiro ao sol.

há um pouco de tudo: peixe, carne, pratos de tacho, petiscos…

Mas a melhor opção é mesmo perguntarem a quem vos serve o que recomenda. Isto porque há sempre pratos especiais do dia, podem dizer-vos qual o melhor peixe, podem guiar as vossas indecisões e nunca vão ficar mal servidos. Lá está, não há aqui a tentação de fazer push dos pratos mais caros, o que fazem aqui é aconselhar o melhor. Para que voltemos mais vezes.

tasca do celso salada de polvo
salada de polvo

Há algumas coisas imperdíveis, ainda assim, pelo menos na nossa opinião. Para começar fica sempre bem uma Salada de Polvo, um Camarão ao Alhinho ou as Amêijoas à Bulhão Pato, petiscos de Verão. Ou ainda o Pica Pau de Porco Preto, por exemplo, se quisermos carne.

tiras de porco preto e camarão ao alhinho
tasca do celso carne de porco à alentejana
carne de porco à alentejana

Continuando na carne, quem gosta tem de provar a Carne de Porco à Alentejana da Tasca do Celso, porque é fantástica! Carne tenra e bem temperada, amêijoa da boa e batatas fritas caseiras cortadas aos cubos, que é uma coisa que caiu em desuso nos restaurantes… mal! E depois pratos de peixe, como o Arroz de Marisco ou a Açorda de Camarão (das melhores que já comemos!), ou outros que não há todos os dias, como uma fenomenal Raia Alhada. Lá está: é olhar para a ementa, mas depois perguntar o que aconselham, porque vão sempre ficar contentes.

tasca do celso arroz de marisco
arroz de marisco e açorda de camarão
tasca do celso raia
raia alhada

Nas sobremesas, há de todos os géneros, desde as mais tradicionais como a Sericaia (aqui servida com ameixa), até cheesecakes e outras coisas menos típicas da zona. Ainda assim, todas caseiras, todas saborosas, nada com aquele sabor industrial que encontramos em tantos sítios.

tasca do celso cericaia
sericaia… com ameixa

Voltando ao início, a Tasca do Celso é uma referência, não só na zona como em todo o país. Não, não é uma tasca, e isso percebe-se também nos preços. Mas, na realidade, depois da comida chegar á mesa, percebe-se que os preços sejam acima de uma tasca qualquer, porque as doses são substanciais. E, claro, porque a qualidade paga-se, e aqui há muita qualidade.

Com o bom tempo a chegar e a praia a começar a ficar apetecível, vai ser cada vez mais difícil conseguir uma mesa na Tasca do Celso. Mas, andando no litoral alentejano, vale muito a pena o desvio, porque é daqueles restaurantes que acaba por agradar a todos. É daqueles restaurantes que nos vão ficar na memória e tornar-se na tal referência que já tantas vezes referi. E por uma simples razão: porque saímos de lá muito satisfeitos. E não há nada melhor que isso.

tasca do celso
adeus… e até à próxima!

Preço Médio: 30€ pessoa (com vinho)
Informações & Contactos:

Rua dos Aviadores, 34 | 7645-225 Vila Nova de Milfontes | 283 996 753

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.