BAMBU RESTAURANTE VIETNAMITA

Um pouco de Hoi An mesmo no centro de Lisboa.

Sim, a comida faz-nos viajar. Aliás, quando são bem pensados, os restaurantes fazem-nos viajar. Muito por causa dos sabores, é verdade, pelos pratos que são servidos e pelas memórias que nos trazem, mas também é inevitável que o espaço influencie nessa experiência. Há restaurantes onde entramos e é mesmo como se atravessássemos para outro país ou cidade, que nos levam para o outro lado do Mundo. E no Bambu restaurante vietnamita foi exactamente o que sentimos.

bambu restaurante vietnamita

Quem nos conhece ou acompanha há algum tempo sabe da predilecção que temos pela Ásia como um todo. Cada um de nós tem países preferidos, é verdade, mas aquele gigante continente apaixona-nos, pelas paisagens, pelas pessoas e, claro, pela comida. E o Vietname foi um dos países que mais nos marcou em viagens por aquela zona, por isso foi com muito entusiasmo que começámos a ouvir falar deste restaurante ali escondido numa lateral da Avenida da Liberdade.

E se a primeira impressão não é a mais positiva, porque entramos numa sala com alguns quadros manhosos e um enorme balcão tipo café, sem o mínimo interesse… ao passarmos para a zona das traseiras tudo muda. E radicalmente! Porque o Bambu Restaurante Vietnamita tem nas traseiras uma zona exterior, ao ar livre, que fica no meio dos prédios altos da avenida, e que é inteiramente decorada como se estivéssemos em Hoi An, uma das cidades mais bonitas do Vietname.

bambu restaurante vietnamita

O grande destaque são mesmo os balões de papel pendurados, coloridos, que servem para tornar o ambiente muito colorido, no meio das lâmpadas também penduradas. Mas não é só isso: é a utilização de jardins verticais e de muita madeira e bambu, o que nos faz sentir quase no meio da selva, criando assim um espaço completamente inesperado, tendo em conta a zona da cidade onde estamos. Até o som é abafado, e sentimo-nos num pequeno oásis de tranquilidade. Isto sim, é uma viagem.

bambu restaurante vietnamita

Essa viagem continua com o serviço, onde os empregados mal falam português, por isso é mais fácil assumir o inglês como idioma oficial. Como no Vietname, por sinal. E, como também acontece por lá, aqui a ementa é muito variada, ou pelo menos com muitas referências… ainda que depois se perceba que os pratos são muito menos e só o que varia é a proteína.

bambu restaurante vietnamita

Mas é aqui mesmo que este maravilhoso spot deixa de ser tão… genuíno. Porque a comida não se aproxima assim tantos aos sabores apurados e surpreendentes da cozinha vietnamita. Parece tudo pouco temperado, pouco intenso, os sabores têm pouca personalidade. As cores nos pratos são vibrantes, mas isso não passa para o sabor… :/

Há muitas variantes de pratos com massa de arroz, como o Mì Xào Bò (massa frita com legumes e carne de vaca) ou o Mì Xào Gà (massa frita com legumes e… frango), onde podem ver que o que varia é basicamente a proteína. Mais diferente é o Bún Tôm Nem, uma salada de massa de arroz com camarão “Black Tiger” e rolinhos primavera, que parecem coisas que não fazem sentido no mesmo prato mas que acabam por resultar em sabores e texturas diferentes.

Mas nem tudo é massa de arroz na comida vietnamita, ou na carta do Bambu. As proteínas não mudam muito, mas há pratos com confecções diferentes. O Vit Quay, por exemplo, é um filete de peito de pato assado e crocante, servido com molho Hoisin, e aqui temos novamente texturas diversas e o molho acaba por acentuar o sabor do prato; ou, por outro lado, temos o Gà Caramel, que é frango marinado em caramelo, servido com arroz de jasmin, outro prato com poucos ingredientes mas que faz todo o sentido.

bambu restaurante vietnamita

São muitos os pratos, como descrevemos em cima, uns com base de massa de arroz, outros com o próprio arroz como base (como o Rang Tôm, que é basicamente arroz frito com camarão). A comida vietnamita não é complexa, tem poucos ingredientes, mas efectivamente por lá tens mais alma, é tudo mais apurado.

Além dos pratos, temos algumas entradas, onde o melhor é mesmo pedir o Mix que o restaurante já tem na carta: tem Spring Rolls (de carne de porco e camarão), Summer Rolls (de vegetais), Wonton Fritos e Tempura de Camarão, tudo frito, claro. E onde não há muita escolha é mesmo nas sobremesas, onde provámos apenas uma espécie de Arroz Doce com Banana, diferente mas nada de especial. Na verdade, mesmo quando estivemos no Vietname, não comemos muitas sobremesas, por isso estamos alinhados.

bambu restaurante vietnamita

De qualquer forma, mesmo que a comida não seja tão boa como estávamos à espera, este Bambu restaurante vietnamita é uma surpresa muito boa! Porque o espaço é tão surpreendente e inesperado que acabamos por gostar de ali estar, a descansar um bocado do reboliço do dia-a-dia de trabalho. A comida podia ser mais apurada, é verdade, mas também são raros os casos dos restaurantes étnicos onde a comida é efectivamente tão genuína como nos próprios países. No Bambu Restaurante Vietnamita acabamos por ter um gostinho do Vietname e, para quem nunca lá foi, acaba por despertar o interesse. Ou, no nosso caso, dá vontade de voltar 🙂

Preço Médio: 15€ pessoa (com cerveja)
Informações & Contactos:

Rua do Salitre, 38 | 1250-144 Lisboa | 21 352 07 67

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.