GO JUU

GO JUU

Uma experiência inesquecível!

Sempre que escrevemos sobre um restaurantes japonês/de sushi, recebemos mensagens privadas a dizer-nos que temos de ir ao Go Juu, porque é o melhor japonês de Lisboa. Isto acontece-nos há pelo menos um ano, repetidamente. E a verdade é que o Go Juu tem estado na nossa lista (gigante) de restaurantes a visitar há muitos meses. Aliás, é mesmo dos primeiros da lista. Ou era.

Não é fácil nomear o melhor restaurante seja de que género for. As opiniões são mais ou menos subjectivas, por isso o melhor para mim pode não ser o melhor para o resto das pessoas à minha volta. Por isso, optamos por utilizar a terminologia “favoritos”. Ou seja, temos os nossos restaurantes favoritos em qualquer registo, e são esses aos quais voltamos e que recomendamos a quem nos pergunta. E o Go Juu entrou para uma lista restrita de restaurantes de sushi que recomendados a toda a gente!

Para mim, existe uma diferença entre um restaurante especializado em sushi e um restaurante que tenta ser mais abrangente e servir comida japonesa. Não há problema nenhum em ser-se um ou outro, mas há diferenças. Na nossa perspectiva, o Go Juu é de caras um dos dois melhores restaurantes de sushi de Lisboa (sendo o outro o Yakuza First Floor, sobre o qual podem ler aqui). Pela qualidade e frescura dos ingredientes, pela técnica de quem prepara o peixe, pela apresentação imaculada e lindíssima. Pelo ambiente que se sente no restaurante, pelo serviço 5 estrelas. Por tudo isto e muito mais, uma refeição no Go Juu transforma-se uma viagem inesquecível.

Não estamos propriamente no registo do sushi como se come genericamente no Japão. Há cerca de um ano atrás andámos 3 semanas a percorrer o país e em nenhum lado encontrámos este tipo de apresentação nos pratos. Mas aquilo em que o Go Juu nos fez lembrar do Japão foi na forma como a matéria-prima é tratada. Uma refeição no Go Juu é uma alegoria ao peixe, à sua frescura, aos sabores que se conseguem obter das muitas variedades que nos vão passando pela frente, independentemente da forma como são trabalhadas. E sempre com um cuidado extremo na apresentação – porque os olhos também comem – que é aquele factor extra que a grande maioria dos restaurantes de sushi não consegue alcançar.

A lista é extensa, por isso o melhor mesmo é ficar ao balcão e falar com quem está do lado de lá. Explicar o que gostamos ou não, e depois é deixarmo-nos ficar nas mãos dos Chefs. E ver os pratos a serem colocados à nossa frente, um após o outro, com uma cadência perfeita, e cada um mais perfeito que o outro. Por isso, fiquem com as fotografias, que efectivamente valem mais do que qualquer tentativa de descrição.

Ostras da Ria Formosa
Sardinha Marinada
Fígado de Tamboril
Tártaro de Barriga de Atum

Isto foi só o começo de um almoço de 4 pessoas, sentados no dito balcão. As cores, os sabores, as texturas, os aromas, tudo perfeito, onde juntamos ainda um empratamento de um cuidado extremo em cada prato, onde se destaca o produto face a tudo o resto. E se estes pratos já eram maravilhosos, o melhor ainda estava mesmo para vir. Ora vejam:

Tártaro de Carapau
Tempura de Caranguejo
Robalo no Gelo (com molho miso)

Continuávamos a tarde toda nisto, porque o tempo parece não passar quando quando estamos sentados ao balcão do Go Juu. A conversa vai surgindo com quem está a trabalhar o peixe à nossa frente e também com quem partilha o balcão connosco, porque aqui não se partilha só um balcão: partilha-se uma experiência, partilha-se uma vivência, partilha-se o amor que temos pela comida. Pela boa comida.

Nigiris de Barriga de Atum

E depois deste festim, que já durava há quase 3 horas, chegou o momento de terminar a refeição. Ora, no Go Juu até as sobremesas são surpreendentes, algo que geralmente não acontece na cozinha japonesa. Aqui temos:

Pão de Ló de Chá verde com Gelado de Doce de Ovo
Bolo de Massa de Arroz com Morango

Foram mais de 3 horas atrás do balcão, neste festim maravilhoso de peixe. 3 horas que passam num instante, porque estamos a ser bem tratados. Aliás, mais do que isso: estamos a ter aquilo que já repetimos diversas vezes ao longo deste texto… uma experiência inesquecível!

Há restaurantes que se transformam imediatamente em referências para nós, e o Go Juu entrou directamente para o nosso top não só de restaurantes de sushi… como para o top geral de restaurantes em Lisboa. Sim, a comida é assim algo de extraordinário, porque tudo é feito para destacar a matéria-prima e apresentá-la da melhor forma possível. Mas depois há mais do que isso, há uma teatralidade nos empratamentos que nos transportam para um Japão que faz parte do nosso imaginário (ainda que não tenha feito parte da nossa experiência por aquelas terras). Tudo isto, em conjunto com uma simpatia sem limites, transforma realmente a experiência no Go Juu em algo que não se encontra em (quase) mais nenhum lado em Lisboa.

Preço Médio: 40€ pessoa (com cerveja, mas varia muito consoante o que se come)
Informações & Contactos:

Rua Marquês Sá Da Bandeira, 46 | 1050 Lisboa | 21 828 0704

1 comentário em “GO JUU”

  1. Obrigado pela dica.
    Muito tenho lido sobre restaurantes de sushi e tenho-me levado a alguns, desde o Sushic ao Kook, em Santarém, que tinha um sushiman genial. O que me fez apaixonar pelo sushi foi, não só mas também, as texturas e sabores e o absolutamente fantástico wasabi. Sem querer ser pretencioso e pedindo perdão pela quase redundância, ao contrário do que os pretensos apaixonados por sushi pensam sobre o wasabi – entendem que é um tempero e não o usam (wtf???????), para mim (apaixonado), e para os entendidos, é essencial a sua presença, preparação, textura e sabor. Ora, isto tudo para perguntar: como era o wasabi no Go Juu???
    Obg pelas experiências.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.