RESTAURANTE SÃO CRISTÓVÃO (Montemor)

Uma pérola escondida no meio do Alentejo!

Aviso prévio: algumas das imagens que vão ver de seguida são quase pornográficas. Isto aplicado à comida, claro. E se as imagens já vos vão deixar com água na boca, acreditem que nem sequer estão próximas do seu sabor. Estou já a avisar! 🙂

E começamos logo por aquilo que nos fez apaixonar pelo Restaurante São Cristóvão, numa pequena terrinha chamada São Cristóvão, ali na zona de Montemor: o Cozido à Portuguesa. Provavelmente o melhor que já comemos. Sim, é uma afirmação ousada, mas é verdade. É preciso ir para uma terrinha no meio do nada, ao Domingo ao almoço (com marcação prévia, porque nesse dia o restaurante está sempre cheio), para comer um cozido à portuguesa como nunca nos passou pela frente!

A primeira foto pode parecer estranha, mas é exactamente aquilo que faz do cozido do São Cristóvão uma experiência única: tudo é cozido nestes potes de barro, num forno a lenha, durante várias horas. Os donos do restaurante – pessoas simples e uns verdadeiros amores – acordam cedíssimo e colocam os potes no forno, para estarem prontos à hora de almoço. E este método dá a tudo um sabor assim meio fumado que é simplesmente delicioso!

Todos os legumes vão para a mesa ainda no pote de barro, numa dose industrial. As carnes chegam numa terrina à parte, variadas e todas deliciosas. E como estamos no Alentejo, temos também pão para acompanhar, se quisermos comer este cozido quase como uma espécie de ensopado. Recomendamos isso vivamente, porque a água da cozedura está cheia de sabor.

restaurante são cristóvão cozido

São as melhores couves que já comemos num cozido, mas assim de longe, e tudo o resto está perfeito também. E sabem porque é que tudo sabe melhor? Nem é só por causa do forno a lenha, mas sim porque é tudo caseiro. Verdadeiramente caseiro! As couve e outros legumes vêm da horta atrás do restaurante, as carnes e enchidos de animais das criações da família, e por isso tudo tem um sabor diferente, um sabor mais genuíno. A foto em cima é só um pequeno exemplo deste cozido, que faz com que multidões de pessoas de todo o País se desloquem até São Cristóvão, aos domingos.

Mas se o cozido foi a nossa porta de entrada nesta pequena pérola escondida no interior Alentejano, a verdade é que depois voltamos sempre que andamos na zona. E isso acontece muitas vezes! A par do Chouriço (podem ler aqui a nossa opinião), o Restaurante São Cristóvão é um dos restaurantes a que voltamos sempre que podemos, porque sabemos que vamos ser recebidos como família… e vamos comer coisas simples mas verdadeiramente fantásticas!

Não há uma ementa fixa, há ou que houver, sempre uns 4 ou 5 pratos, tudo num registo completamente tradicional. Há sempre um queijinho ou um chourição para começar, e se nós quisermos fazem-nos uns Ovos com Farinheira, tudo caseiro (dá para ver pela cor dos ovos). Uma Saladinha de Frango, servida num pequeno tachinho, avinagrada e com forte sabor a hortelão, deliciosa. Azeitonas daquelas mesmo boas e, claro, pão alentejano. Maravilha!

E depois seguem-se um chorrilho de pratos tradicionais, daqueles onde não se inventa, porque são excelentes exactamente por ser simples. Umas Pataniscas de Bacalhau fantásticas, acompanhada de um arroz de feijão apuradíssimo; ou um simples Lombo de Porco no forno, acompanhado com umas Migas de Coentros húmidas e deliciosas. Tudo em doses que dão perfeitamente para duas pessoas, e que custam o preço de um prato do dia em Lisboa.

restaurante são cristovão pataniscas

Outro ex-libris da zona são as Migas com Carne de Alguidar, que no São Cristóvão há quase sempre na lista, como não poderia deixar de ser. A carne é fantástica, tenra, bem apurada e temperada, com a laranja a cortar um pouco da intensidade do pimentão doce, e as migas são das melhores que já comemos, assim de longe.

restaurante são cristovão carne de alguidar

Mas também há pratos ainda mais “de conforto”, no registo das sopas ou ensopados. A Sopa de Cação, outro clássico alentejano, muito bem servida, com muito peixe, bem apurada, deliciosa. Ou a Sargalheta de Bacalhau, uma espécie de Sopa de Tomate com Bacalhau, que fica assim também próxima de uma açorda, muito intensa, pesada, um prato para quem passa o dia inteiro no campo a trabalhar. Um prato que tem Alentejo escrito em todo o lado, mas aquele Alentejo rural, escondido, verdadeiro.

restaurante são cristovão sopa de cação

E, claro, estamos no Alentejo, por isso não podiam faltar sobremesas. Daquelas caseiras, doces à brava, mas viciantes. Assim como os pratos, variam consoante o dia, e já provámos desde Arroz Doce até Farófias, passando por Bolo de Bolacha ou uma típica Sericaia com Ameixa de Elvas. Tudo caseiro, tudo feito com amor, um amor que se sente a cada garfada.

restaurante são cristovão sobremesas

Lá está, é uma casa de gente simples, a servir comida simples, mas boa e genuína. Não há aqui grandes artifícios, aliás, artifícios nenhuns. É como se estivéssemos em casa dos donos, como se fôssemos parte da família. Uma família alargada, que se estende a todo o País, mas que partilha algo em comum: o prazer das coisas simples da vida. E deliciosas.

restaurante são cristóvão sala

O Restaurante São Cristóvão até podia ser um segredo bem guardados que agora estávamos a desvendar, mas as peregrinações por causa do cozido mostram que não. É, sim, uma pérola escondida, numa terrinha “perdida”, no meio do Alentejo. E numa altura em que temos cada vez mais Chefs a sair de Lisboa e Porto para criar espaços de autor no interior do País, longe dos grandes centros, é maravilhoso ver que muita gente gosta é de ir aos sítios mais típicos e desconhecidos. Porque são bem tratados e porque comem muito bem. E pagam pouco, já agora.

Nós voltamos ao Restaurante São Cristóvão sempre que podemos. E somos sempre recebidos de braços abertos.

Preço Médio: 12€ pessoa (com vinho da casa)
Informação & Contactos:

Rua 8 de Março | 7050-600 São Cristóvão | 266 837 058

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.