varanda azul restaurante

VARANDA AZUL – DEAR

Para jantares de grupo, com vista.

Há restaurantes sobre os quais não há muito a dizer, porque ficam num meio termo assim um bocado estranho. Não são tascas nem propriamente daqueles restaurantes tradicionais, mas também não são restaurantes sofisticados. Nem tão pouco se focam mais num ou noutro tipo de comida. O Varanda Azul é um destes restaurantes, que não conseguimos encaixar em nenhuma categoria específica a nível gastronómico. Mas, ainda assim, tem a seu favor (ou a favor da sua diferenciação) o facto de ter vista para o Tejo… e de receber muitos jantares de grupos.

Em relação à vista, resulta do facto do restaurante ficar na parte de cima do Estádio do Restelo. A vista não é desafogada, mas apanha o centro de Belém e a zona dos monumentos, por isso acaba por até ser mais interessante. Aliás, foi esta uma das razões que nos despertou o interesse no restaurante quando fomos convidados para um jantar de grupo. Numa noite onde existiam vários na sala.

Felizmente, os pratos incluídos nas escolhas do menu de grupo fazem parte da ementa fixa do restaurante, o que nos permite ter uma real noção do que se come nesta Varanda. A ementa tem um pouco de tudo – bifes, peixes, pratos provenientes de outros continentes, carnes maturadas, alguns pratos de cozinha mais tradicional… enfim, como comecei por escrever, não conseguimos perceber bem qual o tipo específico de restaurante que é.

varanda azul restaurante

Para começar temos uns Croquetes de Vitela, que falham redondamente. A carne não sabe bem, e em 12 pessoas na mesa, só duas comem o seu croquete até ao fim. Mau começo, e ainda por cima numa coisa tão simples…

Para pratos principais temos diversas escolhas. Por um lado, o Risotto de Cogumelos é bastante bem conseguido, com um sabor equilibrado entre o queijo e os cogumelos, assim como o arroz no ponto certo. Não sendo surpreendente, é um bom risotto. Muito bons também os Secretos do Lombo, ainda que numa dose relativamente pequena. A carne bem grelhada e as batatas viciantes.

O terceiro prato que veio para a mesa foi o Bife do Lombo… frio. Chega no ponto pedido, mas frio, por isso volta para trás. Vem mais passado mais quente, por isso não insistimos mais. Talvez seja pela carne, mas é menos interessante do que os outros dois pratos. Enfim…

varanda azul restaurante

Nas sobremesas temos algumas propostas mais ou menos de esperar e depois outras mais diferenciadoras, como a Panna Cotta com Sopa Fria de Morangos ou a Banana com Caramelo Salgado. Mais surpreendentes à leitura do que na prova, é verdade, mas ainda assim vale pela tentativa.

Ora, se o espaço não tem muito que se lhe diga e a comida cumpre sem surpreender, o serviço, esse, é um pouco mais inconsistente do que esperávamos. Os pratos não são servidos todos ao mesmo tempo, o couvert chega depois das entradas, algumas bebidas vêm trocadas… os empregados sobrepõe-se na mesa e criam uma confusão desnecessária.

No fundo, o Varanda Azul não é um restaurante nem bom nem mau, é simplesmente normal. E a nível de oferta vai um pouco a todo o lado, o que faz com que seja abrangente. A vista ajuda, o serviço nem por isso, mas não deixa de ser uma boa opção, por exemplo, para jantares de grupo.

Preço Médio: 22€ pessoa (com vinho)
Informações & Contactos:

Avenida do Restelo | Estádio do Restelo | 1449-015 Lisboa | 925 321 237

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.